Menu

Anatel aprova novo Regulamento de Qualidade dos Serviços de Telecom

Com o novo modelo de gestão as condições de qualidade experimentadas pelos consumidores serão refletidas com mais precisão

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou, na semana passada, o Regulamento de Qualidade dos Serviços de Telecomunicações. Com o novo modelo de gestão da qualidade adotado pela Agência, as condições de qualidade experimentadas pelos consumidores serão refletidas com mais precisão.

Anualmente, serão atribuídos Selos de Qualidade nas categorias “A”, “B”, “C”, “D” e “E” com granularidades municipal, estadual e nacional, o que dará maior transparência e empoderamento ao consumidor na escolha da sua prestadora.

O eventual rebaixamento de uma prestadora para as categorias de “D” e “E” possibilitará a quebra de contrato pelo consumidor, sem pagamento de multa pelo tempo de permanência.

Observadas as premissas de regulação responsiva, será possível a adoção de medidas específicas e adequadas ao caso concreto, como, por exemplo, a compensação ao consumidor, a exigência de plano de ação e a adoção de medidas cautelares, com intuito de garantir o aprimoramento dos padrões de qualidade.

Em sua manifestação, o conselheiro Emmanuel Campelo, relator da proposta aprovada, destacou a relevância do tema e afirmou que a simples divulgação dos resultados tende a incentivar as prestadoras a obter melhores resultados para evitar a migração de seus assinantes para outras empresas.

Leia mais ...

RFS inicia 2020 com foco em soluções para 5G

A ideia é ampliar o portfólio para cobertura LTE e LTE Advanced com soluções plug-and-play

A Radio Frequency Systems (RFS) começa a planejar 2020 com os olhos voltados para os grandes investimentos já anunciados pelos principais players da América Latina na corrida rumo à tecnologia 5G.

“A evolução para a rede 5G hoje direciona o portfólio de soluções da RFS no mundo”, afirma Wilson Conti, vice-presidente de vendas e líder para a América Latina. Segundo ele, a empresa planeja expandir seu atual portfólio de soluções para atender, inclusive, a frequência de 3.5 GHz.

“A ideia é ampliar o portfólio para cobertura LTE e LTE Advanced com soluções plug-and-play, prontas para suportar a futura rede 5G a partir de um upgrade simples. Dessa forma, é possível evitar a substituição e garantir a performance do produto, minimizando custos adicionais de infraestrutura e instalação”, explica Conti. Essa é a proposta da antena ativa-passiva, por exemplo, apresentada ao mercado latino-americano em 2019.

Além disso, a RFS tem como meta ampliar sua participação nos principais projetos de cobertura indoor da região, incluindo mercados como transporte, óleo & gás, mineração, entre outros. “A ampliação das malhas rodoviárias e ferroviárias nos diversos países da América Latina, por exemplo, abre novas oportunidades de negócios para a empresa”, destaca o executivo. Ele ressalta que a solução baseada em cabos irradiantes de dupla polarização, patenteada pela RFS, oferece melhor desempenho em aplicações MIMO (taxa de tráfego de dados mais elevada), mantendo a homogeneidade de sinal ao longo de todo trajeto em áreas confinadas.

Para 2020, a empresa também planeja apresentar ao mercado regional suas novas antenas base station para small cells. Com apenas 60 cm e 14 portas, elas cobrem todas as frequências atuais (2G até 4G) e a nova banda de 3.5 GHz. 

“Em um mercado dinâmico, um diferencial importante é a disponibilidade de soluções capazes de otimizar a cobertura, com aplicação imediata e no futuro. É isso que nos torna um parceiro estratégico na evolução das redes”, finaliza Conti. 



 

Leia mais ...

Yahsat e Hughes firmam joint venture para oferecer serviços via satélite no Brasil

Além de fornecer serviços por meio dos satélites Hughes 65 West e Hughes 63 West, a Hughes do Brasil agora vai fornecer serviços pelo satélite Al Yah 3, satélite de banda Ka da Yahsat

A Hughes Network Systems, LLC (HUGHES), líder global de redes e serviços de banda larga via satélite, e a Al Yah Satellite Communications Company (Yahsat), líder global em operações via satélite baseada nos Emirados Árabes Unidos e controlada pela Mubadala Investment Company (Mubadala), anunciam hoje (6) o início de uma joint venture para fornecer serviços de banda larga via satélite no Brasil. Agora operando sob o nome Hughes do Brasil, a nova empresa une as décadas de experiência da Hughes no fornecimento de serviços e redes satelitais no Brasil com o forte posicionamento e o potencial da Yahsat na região.

 “Temos o prazer de anunciar o início da nossa joint venture brasileira com a Yahsat, nossa parceira de longa data, neste mercado tão importante”, disse Pradman Kaul, presidente da Hughes. “Essa parceria aumenta nosso comprometimento em levar as várias vantagens essenciais da conectividade a comunidades e negócios que não têm acesso a esse serviço.” 

 Masood M. Sharif Mahmood, CEO da Yahsat, acrescentou: “O começo dessa joint venture com a Hughes vai permitir que pessoas em todo o Brasil tenham acesso aos benefícios sociais e econômicos dos serviços de banda larga de alto desempenho tanto da Hughes como da Yahsat. Queremos trabalhar com a Hughes para fornecer soluções de conectividade de alta qualidade para todos os segmentos de consumo ao unir a força de nossas missões combinadas. Queremos fazer esse negócio crescer juntos no futuro”.

 A joint venture foi anunciada em maio de 2019, durante a conferência SATELLITE 2019, realizada em Washington, D.C., e passou por todos os trâmites regulatórios necessários. Como resultado, a Hughes detém 80% da Hughes do Brasil, e a Yahsat, 20%.

  Além de fornecer serviços por meio dos satélites Hughes 65 West e Hughes 63 West, a Hughes do Brasil agora vai fornecer serviços pelo satélite Al Yah 3, satélite de banda Ka da Yahsat. A empresa vai utilizar a tecnologia de rede terrestre com o sistema JUPITER™ – o padrão da indústria de facto – para entregar serviços de alta eficiência por meio do satélite da Yahsat em todo o País, otimizando o desempenho e a taxa de transferência.

 Os serviços oferecidos pela Hughes do Brasil incluem a HughesNet®, escolha número um para internet via satélite veloz para residências e pequenas e médias empresas; serviços de rede gerenciadas, incluindo todos os tipos de tecnologia de transporte; hotspots de wi-fi comunitário que levam internet pré-paga a preços acessíveis para comunidades rurais; e soluções de backhaul de celulares para que operadoras de telefonia possam levar conectividade a pessoas e comunidades em todo o Brasil que não possuem acesso por via terrestre.

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes