Menu

Estudo de professor da FGV aponta que home office deve crescer 30% após pandemia

André Miceli acredita que mudanças bruscas no modelo de trabalho vão acontecer após a Covid-19 e aponta soluções para nova realidade


Como o modelo de trabalho será impactado e quais oportunidades vão nascer após a pandemia com o coronavírus? Para responder a essas perguntas, o diretor-executivo da Infobase e coordenador do MBA em Marketing e Inteligência de Negócios Digitais da Fundação Getulio Vargas, André Miceli, desenvolveu o estudo "Tendências de Marketing e Tecnologia 2020: Humanidade Redefinida e os Novos Negócios".

Segundo André Miceli, o home office deve crescer 30% após a crise do coronavírus e é fundamental que os líderes de negócios pensem, testem e compreendam que a tecnologia é, cada vez mais, um ativo humano. O especialista cita como exemplos o e-commerce e o ensino à distância, que em geral devem crescer 30% e 100%, respectivamente.

"Diante desse novo cenário, torna-se necessário entender que o passado não é mais um guia para o futuro. O primeiro passo para navegar em um ambiente de mudança é elaborar uma estratégia de crise para resolver prioridades, depois preparar uma estratégia de recuperação e esboçar uma estratégia pós-crise", explica o especialista.

Miceli ressalta que a adoção emergencial do home office foi a principal mudança e com isso as culturas organizacionais e estruturais tendem a mudar também. Para ele, a modalidade é um caminho sem volta.

"O home office já se mostrou efetivo. Aliado a isso, você tira carros da rua, você desafoga o transporte público, você mobiliza a economia de outra forma. E você faz com que as pessoas tenham mais tempo para cuidar da saúde delas e que elas possam usufruir de coisas que lhes dão prazer. Sem que você tenha uma redução das entregas e do faturamento", ressalta o professor da FGV.

Ferramentas para enfrentar a crise

André Miceli aponta que em um momento de instabilidade, como o da pandemia, é preciso ser flexível com estruturas e modelos corporativos para prosperar. Portanto, a comunicação, de acordo com ele, deve ser centralizada em canais específicos para que instruções claras sobre procedimentos continuem na rotina dos clientes, consumidores e colaboradores.

"A adoção de metodologias ágeis também permite uma resposta mais rápida aos novos desafios do dia a dia. O processo de análise, reorganização e tomada de decisão precisa acompanhar o ritmo das mudanças", destaca André Miceli.

Nesse contexto, o diretor da Infobase afirma que ter uma reserva de patrimônio será muito importante, porém, não é possível medir quando a situação econômica estará restabelecida.

"Por isso, é importante que as empresas busquem novas fontes de receita, principalmente as que gerem maior liquidez, para conseguir direcionar investimento de forma ágil para as áreas da empresa mais afetadas e deficitárias", conclui o professor da FGV.

Faça o donwload do estudo em: bit.ly/-Ebook-Tendencias

 

Leia mais ...

Unisys é nomeada pela Gartner líder em serviços gerenciados de local de trabalho

A avaliação de analistas independentes posiciona a empresa global de tecnologia entre os 20 melhores fornecedores

A Unisys Corporation anunciou hoje que a Gartner, consultoria estadunidense presente em 85 países, posicionou a empresa global de tecnologia entre as líderes de seu Quadrante Mágico para Serviços Gerenciados no Local de Trabalho -- América do Norte. A Gartner define os serviços gerenciados no local de trabalho (MWS, na sigla em inglês) como "um subconjunto do mercado de TI, que inclui a terceirização tradicional do usuário final, bem como novos serviços digitais no local de trabalho para fornecer suporte automatizado e integrado à nuvem para os usuários finais".


Segundo o relatório, a terceirização de usuário final tradicionalmente adotava uma abordagem centrada em Tecnologia da Informação. No entanto, a natureza do trabalho mudou drasticamente, pois "a maioria dos empregos hoje exige um uso intensivo da tecnologia", no qual "eles exigem que a maioria dos trabalhadores seja produtiva em vários locais, em vez de apenas em um escritório designado e, em muitos casos, fora do horário comercial". À medida que o número de pessoas trabalhando remotamente aumenta, os líderes de negócios são desafiados a fornecer abordagens de sucesso sobre o trabalho da empresa, além de replicarem experiências comuns do consumidor.


"Este é um momento mundial sem precedentes na história, em que cada vez mais pessoas estão sendo solicitadas para trabalhar em casa", diz Eric Hutto, presidente e diretor de Operações da Unisys. "Para ter sucesso trabalhando remotamente, as empresas precisam fornecer personalização, processos contínuos e ativação móvel. Acreditamos que o reconhecimento da Gartner ressalta nossa capacidade de oferecer uma experiência digital segura no local de trabalho, que assegura produtividade e colaboração independentemente de onde a pessoa esteja sediada", acrescenta.


O conjunto de Serviços Digitais no Local de Trabalho da Unisys permite que os clientes transformem seus processos, serviços e produtividade de negócios usando soluções centradas em dispositivos móveis, baseadas na nuvem, que facilitam a inovação e garantem a produtividade, além de reduzirem os custos de TI. A plataforma Unisys InteliServe™ é alimentada por automação e inteligência artificial (IA), transformando o local de trabalho tradicional em uma plataforma inteligente que oferece experiência ao usuário e serviços de campo superiores.


"Acreditamos que esse posicionamento reflete os investimentos estratégicos que a Unisys está fazendo para impulsionar a IA em seu portfólio completo de ofertas de serviços no local de trabalho, inclusive por meio de sua plataforma de automação no local de trabalho, a InteliServe", afirma Mickey Davis, vice-presidente global de Serviços Digitais no Local de Trabalho da Unisys. "Ao integrar novas tecnologias, como IA, automação de processos robóticos, análises avançadas e machine learning, somos capazes de mudar verdadeiramente as experiências do usuário nos serviços tradicionais, como service desk ou serviços de campo", completa.



 

Leia mais ...

TOPMIND anuncia abertura de novo Centro de Excelência Operacional no Brasil

O objetivo da empresa é reforçar a oferta em projetos de Automação Robótica de Processos (RPA)

A TOPMIND, uma das principais empresas de soluções de TI no Brasil, anuncia a inauguração de seu mais novo Centro de Excelência Operacional (COE) no País. A nova unidade tem como objetivo reforçar a oferta de soluções em projetos de Automação Robótica de Processos (RPA, de Robotic Process Automation, em inglês), com infraestrutura e equipe especializada para antecipar e atender demandas nacionais e internacionais de clientes e parceiros.

“Acreditamos que o RPA está deixando de ser apenas uma tendência para se tornar cada vez mais uma solução de negócios de alto valor agregado. Por isso, a TOPMIND está investindo em um Centro de Excelência Operacional (COE) dedicado exclusivamente para atender as necessidades da América Latina nesse setor”, afirma Sandra Maura, CEO da TOPMIND.

            Nesse cenário, Sandra Maura avalia que a criação do espaço atende as demandas das principais empresas da região, consolidando a TOPMIND cada vez mais como uma parceira de negócios preparada para atender as necessidades de tecnologia. “Estamos trabalhando para identificar e desenvolver as tendências e processos que vão, de fato, gerar alto valor agregado às organizações”, afirma, destacando que a robotização permite otimizar os fluxos de trabalho prioritários nas companhias, simplificando os processos e agregando maior rentabilidade às organizações.

            O novo COE da TOPMIND conta com time de especialistas e infraestrutura completa para suportar e apoiar o desenvolvimento dos projetos de RPA dentro das empresas da América Latina. “Nossos Centros de Excelência, no Brasil e no exterior, formam uma rede completa de atendimento aos clientes TOPMIND”, afirma a CEO. “O objetivo é especializar o desenvolvimento e acelerar a inovação, levando serviços únicos para empresas em todos os pontos da região e do mundo”.

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes